Relatório de Valor - Clinica Fisio - Fisioterapia

February 26, 2019

Como a fisioterapia impacta positivamente na vida dos pacientes e nas operadoras de saúde.

 

Algumas décadas atrás, a fisioterapia era intimamente ligada à medicina, os professores das faculdades eram médicos, as prescrições do tratamento fisioterápico eram realizadas pelo médico que indicava a fisioterapia. As empresas de fisioterapia mais bem-sucedidas eram dependentes de encaminhamentos médicos muitas vezes devido a parceria da própria empresa. A qualidade do atendimento costumava ser uma preocupação secundária. O importante era produção para “pagar as contas” do atendimento e lucrar com o serviço de fisioterapia.

 

 

Hoje, com o mundo em que vivemos, clínicas de fisioterapia que se preocupam somente com a produção e quantidade de atendimento já tem os seus dias contados. Hoje, os pacientes não são mais pacientes, eles são clientes. E como clientes da saúde, exigem não esperar, exigem resultados, exigem atenção, acompanhamento e comprometimento do profissional e da empresa para realizar o melhor e mais eficiente tratamento disponível. Se essas exigências não forem alcançadas, o cliente/paciente irá procurar formas “rápidas” de solucionar o seu problema muitas através de procedimentos cirúrgicos onerosos para o sistema de saúde e por vezes, um divisor de águas para a vida ativa do paciente. Se a vida ativa deixa de existir, problemas cardíacos, renais, circulatórios e osteo musculares surgem. Com esse surgimento de morbidades, há um aumento de despesas para as operadoras e todo o sistema de saúde em um ciclo vicioso que só faz aumentar a cada decisão, muitas vezes tomada pela “certeza” de ficar bom com um procedimento cirúrgico “simples”, o que por fim, só gera mais gastos e tratamentos sem fim.

 

Nosso conhecimento sobre a biomecânica e fisiologia está agora suficientemente avançado para que seja possível gerar tratamentos efetivos baseados em pesquisas realizadas em todo o mundo. Esses avanços são baseados em cinesioterapia e educação, onde cada paciente é “treinado” para auto gerir uma lesão e procurar uma vida cada vez mais ativa.

Esse tipo de abordagem, no entanto, requer muito investimento para ser sustentado, aplicado e acreditado. Tanto a cultura da população quanto o sistema de saúde precisa perceber o verdadeiro valor da fisioterapia. O desafio é fazer com que as operadoras percebam que estão ganhando quando oferecem consultas individuais com fisioterapeutas, percebam que, quando um paciente está na fisioterapia, ele está economizando gastos de curto (cirurgias, internações, medicamentos, consultas e procedimentos médicos) e de longo prazo (diabetes, hipertensão, obesidade, doenças cardíacas, quedas e fraturas...). Se os custos de um tratamento de fisioterapia excederem em muito os benefícios e a economia com o sistema de saúde, se os pacientes não conseguirem retornar às suas atividades cotidianas /físicas, falhamos em nossa missão. Por outro lado, quando vemos benefícios que superam os custos, somos confiantes de que estamos movimentando o sistema de saúde para um valor mais alto, com melhor saúde e menores custos.

Entender esse equilíbrio faz parte de administrar uma Clínica de Fisioterapia local. Nunca foi tão grande a busca por redução de custos nos sistema de saúde. E na verdade, a fisioterapia ajuda muito na redução e não na oneração, mas é preciso ter uma visão global do sistema de saúde.

 

No Brasil, em 2017, os gastos privados avançaram de R$ 169,7 bilhões para R$ 314,6 bilhões - sendo R$ 120 bilhões apenas de despesas assistenciais dos planos de saúde com seus beneficiários (1). Nos Estados Unidos, os principais responsáveis por esses gastos são os custos hospitalares (32%); Serviços médicos e clínicos (20%); medicamentos; e outros serviços de saúde, domiciliares e de cuidados pessoais (5%). (2)

 

Embora a procura e os gastos com fisioterapia tenham aumentado nos últimos anos, sabemos que isso contribuiu para melhorias significativas na saúde dos pacientes. De fato, os estudos estão avançando para demonstrar que a fisioterapia “dá vida aos anos de vida”. Isso, para o sistema de saúde, se traduz em economia de curto e longo prazo.

 

VALOR DA FISIOTERAPIA

Nós, da Clínica Fisio, unimos as definições de valor dos pacientes e prestadores de serviço e colocamos a experiência do paciente como fator principal que guia nossos procedimentos. A experiência que guia o paciente a retornar suas atividades perdidas devido a lesão e a experiência que o profissional tem de acompanhar o paciente em todas as fases do tratamento até a alta terapêutica.

 

Acreditamos que o valor do atendimento da fisioterapia está em constante evolução e é responsável por beneficiar a população como um todo. 

 

Nossa missão está estampada em cada profissional. Sempre perguntamos ao paciente “o que você não está conseguindo fazer?”. Essa pergunta é um guia para o plano de tratamento e para a alta terapêutica. Fazer os pacientes retornarem às atividades é o que nos movimenta a sempre buscar a excelência.

 

VALORES DA CLÍNICA FISIO

Acreditamos que nossos tratamentos são capazes de melhorar os resultados dos pacientes e qualidade de vida, com benefícios que podem se estender ao sistema de saúde como um todo. Por isso, descrevemos dois pilares de valor: Valor para pacientes e Valor para as operadoras.

 

Valor para os Pacientes:

A Clínica fisio oferece valor aos pacientes através dos melhores métodos e melhores resultados de reabilitação. Acreditamos que o principal valor que os pacientes recebem é a qualidade de vida. Com serviços exclusivos, trazemos ao mercado de fisioterapia inovações que vão de encontro às principais necessidades do paciente. Procuramos ofertar educação e apoio emocional aos pacientes com os nossos atendimentos. O foco principal de nossos tratamentos é melhorar o estado do paciente. Fazer ele retornar às funções, ao trabalho e a vida ativa. A fisioterapia tem se provado eficaz em redução de dores, prevenção de quedas e longevidade dos pacientes. 

 

Os resultados da Clínica Fisio para os pacientes são o resultado de experiência, estudos e recursos consideráveis investidos nos profissionais e na estrutura das unidades da Clínica Fisio ao longo dos 25 anos de existência. 

 

À medida que os resultados dos pacientes melhoram, a qualidade de vida também melhora. Isso significa que os pacientes poderão retornar a um estilo de vida ativo, diminuindo o risco de condições crônicas como dores persistentes, doenças articulares como artrose, fibromialgia problemas cardio respiratórios e circulatórios. Para várias pessoas, a recuperação de uma lesão dita “sem cura” pode fazê-lo retornar a atividades como caminhadas, evento sociais e que o ajudam a mudar sua “visão da vida” diminuindo o risco de obesidade e depressão.

 

Sabemos que há um importante fator ciclante em quase todas as condições ortopédicas. Após a primeira lesão ou experiência em dor, o paciente tem uma tendência a o que chamamos de cinesiofobia (medo de movimentar). Esse medo pode ser gerador de depressão, dores crônicas e incapacidade física (como consequência obesidade, hipertensão…).

Reconhecendo que a fisioterapia é um procedimento que pode melhorar a qualidade de vida do paciente em muitas patologias osteomioarticulares, a Clínica Fisio continua investindo no desenvolvimento de tratamentos especializados e mais efetivos.

 

Valor para as Operadoras:

Entendemos que o sistema de saúde deve ser interligado aos resultados que os pacientes obtém realizando os tratamentos de fisioterapia. Somos capazes de verificar melhorias em toda a “operação de saúde” quando a fisioterapia é realizada baseada em evidências. Sabemos que representamos um pilar considerável na redução de custos para as operadoras e pacientes através de programas de tratamentos inovadores. 

 

A Clínica Fisio oferece melhorias como:

1. Redução de gastos com outros serviços médicos (Consultas, Infiltrações, Cirurgias, Internações) devido ao melhor aproveitamento dos atendimentos de fisioterapia;

2. Incentivo a alta terapêutica com formação de pacientes mais autônomos e educados quanto ao seu quadro patológico;

3. Mudança da cultura da fisioterapia “convencional” “sem fim” para a fisioterapia baseada em plano de tratamento com “início, meio e fim”.

 

Embora o gasto total com saúde tenha registado um crescimento constante a nível global, a Clínica Fisio acredita que a fisioterapia pode gerar redução de gastos para as operadoras através de encaminhamentos diretos para o profissional fisioterapeuta sem a necessidade de consulta ao profissional médico. Para se ter uma ideia, o hospital Virgina Mason em 2013, realizou um estudo que encurtou ou acesso ao fisioterapeuta de 30 dias para somente 1 dia (4). A conclusão desse estudo foi que houve uma redução em consultas ao especialista em 75% dos casos, redução de ⅓ dos gastos com exames de imagem, redução de 67% de dias de licença, aumento da satisfação com o atendimento e uma economia de mais R$ 4000,00 por paciente. 

 

Além desse estudo, pontuamos um mais recente realizado pelo hospital israelita de São Paulo (5). O estudo em questão, analisou os pacientes que tinham recebido indicação cirúrgica e sugeriu o tratamento de fisioterapia como opção antes da cirurgia. Os pacientes tratados de forma não cirúrgica apresentaram custo médio de tratamento de R$ 3.245,16, enquanto os pacientes tratados com cirurgia apresentaram custo médio de R$ 36.590,16. O custo total estimado da coorte de pacientes tratados foi de R$ 2.339.326,09, o que representa uma diminuição de 158,5% em relação ao custo total projetado desses mesmos pacientes, caso fosse realizada a indicação inicial de tratamento.

 

Isso demonstra a importância da fisioterapia para reduzir o custo do sistema de saúde atual. A Clínica Fisio sugere a Fisioterapia como ferramenta chave de primeiro atendimento (ou de segunda opinião) para condições cirúrgicas e não cirúrgicas. 

 

Continuaremos nos esforçando para sermos líderes do setor da reabilitação física e ficaremos focados não apenas no estado de saúde de nossos pacientes, mas também em sua capacidade de viver vidas plenas e produtivas. Seremos rigorosos em oferecer os melhores serviços de reabilitação física gerando economia do sistema de saúde. Continuaremos a oferecer pesquisa e desenvolvimentos aos nossos profissionais para alcançar cada vez mais a excelência.

 

Fontes:

1 - Hábitos alimentares, estilo de vida, doenças crônicas não transmissíveis e fatores de risco entre beneficiários e não beneficiários de planos de saúde no Brasil: Análise da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013 https://www.iess.org.br/cms/rep/TD_73_FINAL.pdf

2- Centros de Serviços Medicare e Medicaid. (2016) https://www.cms.gov/Research-Statistics-Data-and-Systems/Statistics-Trends-and-Reports/NationalHealthExpendData/downloads/highlights.pdf

3 - University of Utah Health. (2017, November). Bringing Value Into Focus. https://uofuhealth.utah.edu/value/.

4- Transforming Health Care: Virginia Mason Medical Center’s Pursuit of the Perfect Patient Experience, 2008. CRC Press

5 - Redução do custo em cirurgia de coluna em um centro especializado de tratamento. http://www.scielo.br/pdf/eins/v11n1/a18v11n1.pdf

6- Fear-avoidance and its consequences in chronic musculoskeletal pain: a state of the art. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10781906

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Cinco sinais que o seu tornozelo não está tão bem

02.01.2017

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo