9 verdades tendinopatia que você deve saber

June 6, 2016

 

Há muito que não sabemos sobre tendinopatias, mas há algumas verdades eternas que você deve saber como paciente para não atrasar sua recuperação. 

 

1)  Tendinopatia não melhora com o repouso - a dor pode até diminuir, mas o retorno à atividade é muitas vezes doloroso novamente porque descanso não faz nada para aumentar a tolerância do tendão para ele se "regenerar".

2)  Embora existam algumas células inflamatórias envolvidos na tendinopatia, isso não deve ser considerado como inflamação clássica. Anti-inflamatórios podem ajudar se você tem níveis muito elevados de dor, mas não está claro o efeito real sobre a patologia.

3)  Tendinopatia pode ser causada por muitos fatores de risco diferentes. O principal fator é uma mudança repentina em determinadas atividades. Algumas pessoas estão predispostas devido uma causa da biomecânica (falta de resistência, deformidades anatômicas) ou sistêmica (idade, menopausa...). Pessoas com predisposição podem desenvolver dor no tendão com pequenas mudanças sutis nas atividades que são acostumadas.

4)  O exercício é o tratamento mais baseado em evidências para tendinopatia. Os tendões precisam de carga progressiva para que possam desenvolver uma maior tolerância às cargas que um indivíduo necessita. Numa grande maioria dos casos (mas não todos) tendinopatia não vai melhorar sem esse estímulo carga vital.

5)  A modificação de carga é importante na resolução de dor no tendão. Isto muitas vezes envolve a redução (pelo menos a curto prazo) de carga abusiva no tendão. 

6)  Patologia no exame de imagem não é igual a dor - Patologia que aparece em exames é comum em pessoas sem dor. Além disso, se lhe foi dito que você tem "patologia grave" ou mesmo "hérnias", isso não significa necessariamente que você não se recuperar. O tratamento deve ser direcionado para a melhoria da dor e função, em vez de cicatrização do tecido. Muitas vezes você fica sem dor, volta as atividade mais o exame ainda mostra "lesão".

7)  Tendinopatia raramente melhora a longo prazo com tratamentos passivos (ultra-som, injeções, terapia por ondas de choque). O exercício é muitas vezes o ingrediente vital . Injeções, devem ser evitados, já que esta é muitas vezes é associada a um pior resultado (rompimento total do tendão).

8)  O exercício deve ser direcionado. Este deve se basear no limiar da dor e função do paciente. Deve haver um aumento progressivo da carga para permitir a restauração da função respeitando a dor.

9)  Tendinopatia responde muito lentamente para o exercício. Você precisa ter paciência, garantir que o exercício está correto e progredir de forma adequada. Não procure 'atalhos' como injeções e cirurgia. Muitas vezes há nenhum resultado a curto prazo.

Resumo

A mensagem para levar para casa é que a reabilitação baseada em exercício é o melhor tratamento para a dor no tendão. Um programa progressivo que começa com um programa de força e depois progride através de variados exercícios de resistência dará  s melhores resultados a longo prazo. Certifique-se de ver um fisioterapeuta qualificado com experiência nesta área para orientar a sua reabilitação. Por favor, note que estes são princípios gerais e há casos em que há exceções, incluindo injeções e cirurgias.

 

Obrigado pela Leitura!

 

Fisioterapeuta Leonardo Rebouças Bezerra

Agende seu atendimento na Clínica Fisio - 85 3246-1765

 

 

Abate M, Gravare-Silbernagel K, Siljeholm C, et al.: Pathogenesis of tendinopathies: inflammation or degeneration? Arthritis Research and Therapy. 2009, 11:235.

Cook J, Purdam C: Is compressive load a factor in the development of tendinopathy? British Journal of Sports Medicine. 2012, 46:163-168.

Littlewood C, Malliaras P, Bateman M, et al.: The central nervous system–An additional consideration in ‘rotator cuff tendinopathy’and a potential basis for understanding response to loaded therapeutic exercise. Manual therapy. 2013.

Malliaras P, Barton CJ, Reeves ND, Langberg H: Achilles and Patellar Tendinopathy Loading Programmes. Sports Medicine. 2013:1-20.

 

Fisioterapeuta em fortaleza, fisioterapeuta especializado em fortaleza, melhor tratamento para tendinite de fortaleza, fisioterapia para tendinite em fortaleza, melhor clínica de fisioterapia de fortaleza, dores no tendão de calcaneo tratamento, dores no tendão de aquiles, tratamento fisioterapia conservador.

Please reload

Posts Em Destaque

Cinco sinais que o seu tornozelo não está tão bem

02.01.2017

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square